Seguidores

sábado, 27 de abril de 2013

Casamento na Era digital



Casamento na era digital

As pessoas acreditam piamente que o amor suporta tudo. O amor tudo suporta, mas até quando?
Muitos casais desrespeitam-se atribuindo ao outro a capacidade de suportar  seus erros e desacertos alegando exatamente isto: O Amor tudo suporta. Ambos devem investir no sentimento, exercitar o amor diariamente e isto leva  tempo e precisa de atenção ilimitada.
Muitos casais estão vivendo separados dentro de casa. Separados principalmente pela Televisão e hoje, por algo mais interativo, a Internet.
Muitos esposos chegam em casa e encontram tudo desarrumado, janta por fazer, crianças por banhar e a esposa esta sentada em frente ao computador conversando com todo mundo. Para evitar confusão alguns maridos jogam a mochila em qualquer lugar e vão para a casa da mãe, para o bar ou outro lugar qualquer. Existem os maridos que ao ver isto mandam as crianças para o banho, coloca as panelas no fogo e pega a vassoura e arruma a casa. Mas muitos maridos não suportam mais isto. E brigar se torna a próxima opção.
Existem maridos que também usam a Internet como fuga da realidade e deixam de lado suas responsabilidades envolvendo-se em jogos sensuais ‘inocentes’ com outras mulheres. Muitos realmente acreditam que ver uma pessoa pela ‘web cam’ é algo inocente, não percebem que este tempo que perdem com pessoas carentes na Internet acaba fazendo falta em vários departamentos de sua vida. E mais, acreditam piamente que este envolvimento ‘inocente’ não é pecaminoso, pois não há, segundo eles, envolvimento real, ficando apenas no campo visual. Esquecem-se que existe sim envolvimento real, pois imaginando outras situações  acaba procurando satisfação de seus desejos fora de seu casamento. As pessoas vivem dizendo que com elas estas coisas não acontecem por esquecerem que a maldade uma vez gerada, um dia nascerá. Leia o texto bíblico  abaixo: Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência.
Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte
 (Tiago 1:14-16).
A advertência para todos nós, sejam os que se envolvem com a sedução tida por inocente como com conversas que não levarão a nada  é uma só:   Não erreis, meus amados irmãos (Tiago 1:16).
Tudo o que mina as forças de um relacionamento deve ser destruído, sendo esta uma obrigação do casal e não apenas de um dos cônjuges.
Não force o amor suportar o que é  desrespeitoso, mude sua atitude, seja você homem ou mulher. Não queira ser o que vai destruir seu lar, seja o que tapa as fendas, cura as feridas e sustenta as bases de sua família.
Agir de forma diferente 
é uma forma de priorizar o egoísmo e uma atitude egoísta destrói o lar e desarma a família.
Cuidem de sua casa, não permita que o outro faça o que você pode ou deve fazer. Como pode ser feio alguém dizer de seu casamento coisas do tipo: eu só podia escolher se a omelete era com ou sem cabelo.
Infelizmente muitos casamentos quando se acabam,  o que sobra para recordar são apenas as sujeiras de um e a irresponsabilidade de outro.
Não pense que seu relacionamento será diferente se você comete os mesmos erros que destruíram outros casamentos.

Receba as mensagens no seu Email