Seguidores

domingo, 30 de agosto de 2015

Pecado: Confesse e Deixe


Confesse e deixe
Pastor Sérgio Carlos da Silveira
 
Leitura Bíblica
1 Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto.
2 Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não atribui a iniquidade, e em cujo espírito não há dolo.
3 Enquanto guardei silêncio, consumiram-se os meus ossos pelo meu bramido durante o dia todo.
4 Porque de dia e de noite a tua mão pesava sobre mim; o meu humor se tornou em sequidão de estio.
5 Confessei-te o meu pecado, e a minha iniquidade não encobri. Disse eu: Confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste a culpa do meu pecado.

Pecado é algo que esta na moda mas falar sobre ele não é fácil, pois declarar suas fraquezas é algo que expõe a pessoa e o torna visível aos olhos dos demais. E infelizmente as pessoas preocupam-se mais com as opiniões dos outros seres humanos do que com a de Deus. Um grande exemplo disto esta registrado na História de Israel e relaciona-se com o seu primeiro rei, Saul. Quando Deus o rejeitou, este rei, ele disse que errara por temer o povo, mas este temor se mostra versículos antes: Então disse Saul a Samuel: Pequei, porquanto transgredi a ordem do Senhor e as tuas palavras; porque temi ao povo, e dei ouvidos a sua voz (I Samuel 15-24) e deixa claro logo depois, que na verdade ele temia a opinião pública, pois declara que desejava que o Sacerdote o honrasse diante dos anciãos do povo: Ao que disse Saul: Pequei; honra-me, porém, agora diante dos anciãos do meu povo, e diante de Israel, e volta comigo, para que eu adore ao Senhor teu Deus (I Samuel 15:30). Veja que ele não se importou com o fato de ser rejeitado pelo Senhor, mas temia a opinião de seus principais. Ele não questionou o ser rejeitado, apenas culpou os outros por suas atitudes, mas quando se viu sem a prova física da presença de Deus, ele chegou  a rasgar as vestes sacerdotais que Samuel usava, tentando impedir que ele se afastasse: E, virando-se Samuel para se ir, Saul pegou-lhe pela orla da capa, a qual se rasgou (I Samuel 15-27).
Esta situação prova que para a maioria das pessoas o que importa é a opinião pública e não com o que o Senhor espera de nós, mas sim com o que os outros vão pensar delas, assim, preferem viver de aparência.
Quando olhamos para isto, entendemos o motivo de vermos tantas pessoas vivendo de forma infeliz, buscando palavras de bençãos e alegrias passageiras. Mas ainda falando de um rei de Israel, mas agora aquele que foi visto conforme o coração de Deus, aprendemos algo especial: Reconhecer o pecado, arrepender-se e deixá-lo.
Davi diz algo especial sobre as transgressões, algo que nos trás esperança: Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto, ele deixa claro que o que tem seus pecados perdoados pelo Senhor, isto nos garante que desde que nos arrependamos, Deus não nos atribui iniquidade e com isto não nos sentimos mais o peso do pecado.
Davi deixa claro que enquanto ele guarda para si seus pecados e não os confessam, a culpa o destrói aos poucos, tirando-lhe a paz (v 3), ele afirma que o peso de seus atos estava sobre seus ombros dia e noite (v 4), mas ele diz algo especial a seguir: Confessei-te o meu pecado, e a minha iniquidade não encobri. Disse eu: Confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste a culpa do meu pecado (Samos 32-5).
Deus nos perdoa e cuida de nos arrependemos, pois Ele conhece os nossos corações. Foi isto que Ele mesmo declarou quando ordenou que Samuel fosse ungir um rei para Israel, na casa de Jessé: Mas o Senhor disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque eu o rejeitei; porque o Senhor não vê como vê o homem, pois o homem olha para o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração (I Samuel 16-7). Esta declaração é que nos trás a segurança de que se voltarmos nossos corações e nossos sentimentos para o Senhor, agindo com sinceridade, Ele aceitará nosso arrependimento, nos perdoará e trará paz as nossas vidas: O que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia (Provérbios 28-13).

Algo deve ser sempre lembrado: Deus nos perdoa imediatamente, Ele não parcela nossas culpas, apaga e então a paz se faz em nós, afinal, o Senhor nos perdoa a vista. Não trabalha a prestação.  

Receba as mensagens no seu Email